Artes MarciaisNormalmente os esportes japoneses estão associados às artes marciais, o que não deixa de ser verdade, mas não são só esses que são praticados no Brasil. Os imigrantes japoneses importaram o beisebol e o gatebol para o Brasil trazendo com eles todo o equipamento.

Artes marciais no Brasil

Muitos dos esportes praticados no Brasil de origem japonesa são artes marciais. Jûdo e Jiu-jitsu são exemplos disso mesmo. Aliás os brasileiros tornaram-se bastante bons nestas modalidades de artes marciais a nível mundial. Kendô que se pratica com uma espada, inicialmente executado pelos famosos samurais, chegou ao Brasil por volta da década de setenta. Aikidô é uma prática onde torções nas mãos e nos dedos, assim como o desíquilibrio do adversário são os principais pontos fortes e que garantem a vitória, é também conhecido por Ô-Sensei. Também praticado no Brasil é o jogo rei japonês, ou seja, o Sumô que foi ensinado pelos primeiros imigrantes que não iriam abdicar de assistir às famosas lutas de Sumô. O Karatê é muito praticado no Brasil, sendo uma arte marcial japonesa que consiste na especialização de golpes, socos e pontapés.

Importação japonesa de esportes

No inicio do século XX deu-se um surto de migração japonesa para o Brasil e com esses imigrantes surgiram tradições e esportes trazidos por eles. Alguns relatos sugerem que os primeiros imigrantes japoneses que viajam no navio Kasato Maru, em 1908, traziam com eles equipamentos especializados para a prática de beisebol. Oito anos depois, em 1916, foi formada a primeira equipe brasileira da modalidade. Outra modalidade muito praticada no Brasil oriunda dos imigrantes nipónicos é o Gatebol. Um jogo de tacos que surgiu em Hokkaido em 1947 e teve o seu maior impacto em terras brasileiras na década de setenta. Normalmente é praticado por pessoas mais idosas, mas cada vez mais há jovens a iniciarem e a praticarem.

Foto: Petr Malyshev – Fotolia

Similar Posts:

Tags: