Home » Emagrecimento Saudável » Exercício em Jejum: Todo mundo pode fazer?

Exercício em Jejum: Todo mundo pode fazer?

Quando se fala uma em dieta saudável focada em emagrecimento, estamos acostumados a ouvir que o ideal é comer pequenas refeições de 3 em 3 horas. Mas pesquisas recentes estão mostrando que outros tipos de dieta também podem trazer benefícios para nosso organismo, além de proporcionar um emagrecimento rápido.

Também conhecida como a Dieta do Guerreiro, o Jejum intermitente alterna períodos de jejum relativamente prolongados com algumas refeições. Muitos estudos mostram que esta dieta tem inúmeros benefícios: perda de peso, de gordura corporal, melhora da saúde metabólica e proteção contra doenças cardiovasculares e inflamatórias, além de aumentar a expectativa de vida.

Por que fazer jejum intermitente?

Segundo alguns cientistas, porque ficar sem comer é na verdade natural para o nosso corpo. Durante o processo evolutivo, o nosso organismo se adaptou a passar períodos sem comer. Porque, muitas vezes, simplesmente não havia comida. Por isso, alguns processos metabólicos muito importantes são facilitados em períodos de jejum. Já foi comprovado que jejum intermitente emagrece.

Além de otimizar o ciclo de reparação celular, e aumentar drasticamente os níveis de hormônio de crescimento, o jejum diminui os níveis de açúcar e insulina no sangue. Esses três efeitos combinados fazem a taxa de queima de gordura disparar mais que em qualquer outra dieta e diminuem o risco de desenvolver diabetes tipo 2.

Existem vários modos de se fazer jejum intermitente, que vão de curtos períodos até 24 horas.. Comer a última refeição até as 9h da noite, pular o café da manhã e só almoçar a 1 da tarde do dia seguinte é um dos jeitos mais populares: Este é o chamado Método 16 por 8.

Por mais que você possa demorar um pouco para se acostumar, muitas pessoas se sentem mais dispostas e com mais energia com essa dieta. E como ela altera o processo metabólico, o jejum impulsiona a queima de gordura e de calorias, provocando uma perda de peso acelerada no curto prazo.

É importante ressaltar que ainda não existe consenso a respeito da Dieta do Guerreiro, mas a verdade é que desde as pesquisas com camundongos dos anos 30 na Universidade Americana de Cornell, até os recentes artigos do geneticista Steve Mount, o jejum intermitente apresenta vários defensores com autoridade no assunto.

Por sinal, próprio Steve jejua 3 dias por semana desde 2004. Agora você deve estar com muitas dúvidas. Então, por favor, pesquise mais sobre o assunto!

Existem muitos artigos científicos disponíveis na internet sobre este novo modo de se alimentar. E não saia fazendo as coisas por conta própria, consulte um nutricionista para receber a prescrição de uma dieta adequada para as suas necessidades de acordo com seus objetivos.

Contras jejum intermitente

Existem algumas pessoas que se sentem muito mal a jejuar por mais de 3 horas. Ou seja, algumas pessoas relatam que se sentem fracas e sem energia para ir à academia, por exemplo. O ideal é que você respeite os seus limites e se alimente de maneira correta após o jejum intermitente. Ou seja, não adianta você se auto boicotar durante a realização da dieta do jejum intermitente.

Muita gente deixa de comer durante horas e na primeira oportunidade de comer devora um lanche ou uma pizza. Ao fazer isso todo esforço feito por você terá sido em vão.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *